quinta-feira, 22 de abril de 2010

Trabalhinho do feriado


O que faz um feriado chuvoso no meio da semana... Resolvi desafiar o medo e enfrentar minha máquina de costura! Faz cinco anos que tenho a dita cuja, mas pouquíssimas vezes usei-a. Foi um dos últimos presentes que minha mãe me deu. Ela era craque na costura e era minha professora. Depois que ela partiu, muito cedo por sinal (para os filhos sempre é cedo, mas ela tinha 65 anos - hoje em dia se vive muito mais que isso), deixei a máquina meio de lado. Acho que tenho um certo trauma de máquinas de costura! Quando era criança, queria aprender e a mãe tentava me ensinar, com toda a paciência do mundo. Mas virava e mexia eu fazia aquela tranqueira de linha na máquina, aí eu já não sabia o que fazer, achava que tinha estragado o negócio, que nuuunca ia entender aquele bicho-de-sete-cabeças... e até hoje, lá no fundinho, ainda acho, hahaha!


Bom, mas toda essa conversa era só pra contar que ontem resolvi aproveitar o feriado pra criar coragem de passar a máquina em dois pijamas descosturados do Lucas (roupa de criança, sabem como é), aí me entusiasmei e resolvi produzir alguma coisa.

Tenho vários retalhinhos e retalhões guardados (ainda herança da mãe) e resolvi dar uma solução para "o problema do giz de cera", que na caixinha original não para, e no estojo acaba "pintando" os lápis e canetinhas do Lucas.


Aí está, fiz um saquinho com um retalho em jeans e de quebra ainda me arrisquei a cortar e aplicar uma letra L para dar um toque especial. Para fechar, passei um cadarço amarelo que achei nos meus guardados (sabe-se lá porque eu tinha um cadarço a-m-a-r-e-l-o em casa) e estava pronto. Gostei. Vi que o bicho nem tem sete cabeças. Talvez umas duas ou três só, hehehe!




15 comentários:

Marico disse...

Para quem tem trauma de máquina até que você se saiu muito bem. Ficou muito gracioso o seu saquinho e acho que veremos mais trabalhos lindos em costura daqui para a frente, estou certa?
bjs

PELA VIDA NA ARTE disse...

Ficou muito lindo e original, bacana poder aproveitar tudo e esquece esta história de trauma, põe no passado, rssrs, que com certeza ainda vai sair muita coisa criativa.
Bjs.
Edna

Renata disse...

ô Ká, que triste,sua mãe foi muito cedo mesmo...Mas tenho certeza que ela esta te orientando com a máquina de costura,ah se tá!Mãe,em minha opinião, é um anjo que Deus nos dá para nos acompanhar aqui a terra e é um anjo eterno que além de nos dar a vida nos protegerá eternamente, mesmo em espírito...Mas voltando a sua arte...Fadinha, cê leva o maior jeito com a costura,ficou um charme essa sacolinha pra escola, vá em frente,tenho certeza que daqui algum tempinho vc nos mostrará peças e trabalhos lindíssimos.Fique com DEUS!!!Bjs no coração,Rê.

Andréa disse...

Nossa vc é um "gênio" na máquina de costura.
Eu tenho a minha há quase três anos e não adianta,não tenho coragem.
Pareço uma retardada,nunca sai em linha reta.
Mas quem sabe um dia a coisa vai né.
Beijinhos e obrigada pela visitinha.

Andréa disse...

À propósito,eu tbm tenho um Lucas aqui em casa,só que já está grandão,com 15 anos.
E me mordo de inveja,pois vc mora no paraíso.
Como eu queria poder morar no sul,coisa mais linda de lugar.
Vou quase todo ano e não me canso nunca!!!

sofia georgileas disse...

Oi Ká
Vim agradeçer o carinho da sua visita,fiquei super feliz!
Seu blog é muito lindo,adorei tudo.
Amei o saquinho,ficou show!
Tbém amo costurar,sou autodidata..rs aprendi na teimosia mesmo,tbém morria de medo,mas fui tentando,errando,acertando..rsrs
hj da pro gasto..kkk
Ja te linkei,ok?
mil bjos

Maria das Graças disse...

Ká , ficou lindo. Você não vai acreditar, mas sua história com a máquina, me fez lembrar de mim, foi praticamente a mesma coisa. Hoje ela não costura mais. Mas guardo tudo e tbm me enrolava com a máquina.
tá lindo, ta de parabéns.
bjs

Simplesmente Cris disse...

Para quem não se enetende bem com a máquina de costura seu saquinho ficou ótimo!!! Parabéns Amiga!!! Bjs

Márcia "Lily" Reis disse...

Mas o que é isso, menina!!!! Tá ótimo!!!!

Eu ainda não sei fazer essas coisas de saquinho!!! hihihihi... nem aquela aplicação!!!

Eu ia te ensinar umas coisas, mas já vi que vou ter é que aprender!!!


Parabéns!!!!!

É gostoso, né?!

Andréa disse...

Não é dieta não amiga,eu fui pros finalmentes e cortei e costurei os "estrombo",mais conhecido com estômago.hehehehe
Aí não tinha saída,"esmagreci" na marra.
Beijos

disse...

Kaká, que bom que enfrentou a dita cuja!! e saiu-se muito bem! O saquinho ficou super bonito com o cordão amarelo:) e ainda conseguiu um L bordado!! meus parabéns!!!

PS: mãe não tinha que morrer nunca, nunca...

bjinhos

Elaine disse...

Nossa pra quem tem trauma vc se superou hein!quanta criatividade!beijos

Regina disse...

Karina tb gosto de me aventurar pela maquina de vez em qdo. Mas o problema de máquina "portátil" é que pesam pra caramaba, pelo a minha pesa, e haja levar para uma mesa, encher o chão de fiozinhos (eheh) aí bate mesmo a preguiça. Mas vc já está mesmo craque, ficou perfeita a sacolinha. Bjsss

Regina disse...

Esquci de dizer que concordo com a Ká, mãe tinha que ser pra sempre. Bjsss

Ong DCM disse...

OLÁ. SOMOS ONG DEFESA E CIDADANIA DA MULHER, EM PRAIA GRANDE/SP. ATUAMOS EM DIVULGAR INFORMAÇÃO E AJUDA ÀS MULHERES BRASILEIRAS DE BAIXA RENDA E EM SITUAÇÃO DE RISCO. TEMOS UMA CAMPANHA DE DIVULGAÇÃO EM BLOGS. GOSTARIAMOS DE ATINGIR A MARCA DE 10 MIL BLOGS ATINGIDOS COM NOSSO TRABALHO. GOSTARIA DE PEDIR SUA AJUDA E ACESSAR NOSSO BLOG E CONHECER NOSSO TRABALHO: www.ongdcm.blogspot.com

OBRIGADA ANA SILVIA AMORIM (PRESIDENTE)

EQUIPE ONG DCM